terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Atividade na BM Manuel Alegre

      No dia 12 de dezembro, à tarde, os alunos da turma R foram à Biblioteca Municipal Manuel Alegre, em Águeda.
      À entrada, foram informados de que não subiriam para a biblioteca mas ficariam na sala polivalente.
      Dentro, encontraram almofadas para sentar e uma senhora, Leonor Barata, à sua espera para contar a história "A Menina do Mar".
      De seguida, pensaram em tudo o que o mar faz... o que o mar  tem ....  para inventarem alguns movimentos que todos repetiram em conjunto.
           Outros movimentos foram sugeridos de acordo com elementos da história.
      Ainda tiveram tempo para subir ao Restaurante das Letras onde descobriram o que ali "se serve" e que atividades podem desenvolver.
       Também foram conhecer melhor o cantinho das histórias.
       Os alunos adoraram esta atividade e disseram que tinha sido uma grande surpresa.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

25 anos da Convenção dos Direitos da Criança

     A Assembleia Geral nas Nações Unidas, em 20 de Novembro de 1989, aprovou a Convenção sobre os Direitos da Criança, documento que enuncia um amplo conjunto de direitos fundamentais.
      Hoje, foi lembrado o exemplo de Malala, prémio Nobel da Paz e que desde muito pequena lutou para frequentar a escola e para que as meninas do seu país também o possam fazer.
      Falou-se de  muitas crianças que, desde bem pequeninas, trabalham e não vão à escola.
      Os alunos refletiram e concluíram que além de direitos, têm deveres que devem esforçar-se por cumprir, assim como alterar alguns comportamentos menos corretos.
      Não se deve andar a correr na sala de aula.
      É errado distrair os colegas na aula.
      Não se deve atirar o material para o ar.
      Não é correto estar distraído quando a professora está a explicar.
     Não se deve fazer desenhos no quadro quando a professora não está na sala de aula.
     Não se deve andar em cima das mesas.
     Não se devem atirar ao chão de propósito, quando cai a borracha.
     Foi uma forma simples de refletir e lembrar estes 25 anos de luta pelos direitos dos mais novos.

Uma reflexão


    Ontem, ao meio-dia, o André e o Ruben andaram à luta no recreio.
    O Ruben zangou-se e começou a bater no André porque ele não o deixou saltar à corda.
    O André perguntou ao Ruben:
    - Por que me estás a bater?
    - Porque não me deixas saltar à corda. - respondeu o Ruben.
    - Não te deixo saltar porque tu não sabes.
    Explicou o André, mas o Ruben disse-lhe:
    - Se não saltar, nunca vou aprender!
    Então o André parou, pensou e disse:
    - Desculpa, tens razão!
    Fizeram as pazes e o Ruben aprendeu a saltar à corda.
    Conclusão: Quem não sabe, precisa de tempo para aprender.

                                Os alunos da turma R também refletiram e concluíram que...
  Não se devem magoar uns aos outros...
 Não devem atirar pedras aos vidros ou às paredes...
Nem entrar na escola ou na sala de aula a correr e aos empurrões.

S. Martinho

Do ouriço saiu a castanha,
Do pinheiro caiu a caruma.
Na escola faz-se a fogueira
E ninguém quer comer só uma.
 
Na chama já estão a assar,
As castanhas que vamos comer.
Todos temos que as descascar
Depois de um pouco arrefecer.
 
No dia de S. Martinho,
Com um cartucho na mão,
Fizemos um alegre convívio
A comer castanhas no chão.


Ditados Populares
 
No dia de S. Martinho vai à adega e prova o vinho.

A castanha tem uma manha, vai com quem a apanha.

No S. Martinho, comem-se castanhas e prova-se o vinho.

Em Novembro, S. Martinho, lume, castanhas e vinho.

Água-pé, castanhas e vinho, faz-se uma boa festa de S. Martinho.

Verão de S. Martinho são três dias, mais um bocadinho.

Queres pasmar o teu vizinho? Lavra e esterca pelo S. Martinho.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Dia de S. Martinho na nossa escola

           No dia 11 de novembro festejamos, na nossa escola, o dia de S. Martinho.
Eu e os meus colegas fizemos uma tacinha de papel para colocar e comer as castanhas que a dona Esmeralda e a dona Ester assaram, com a nossa ajuda.
Entretanto, começaram a distribuir as castanhas e eu fui para perto da minha irmã e descasquei-lhe as castanhas porque ela podia aleijar-se.
Passado um bocado, a minha avó foi buscar a minha irmã e eu dei-lhe uma castanha.
Por fim, o professor Paulo disse-nos para voltarmos para a sala.
Eu gostei muito deste dia de S. Martinho porque foi como na lenda: primeiro esteve a chover e quando ele cortou a capa e a deu, fez-se sol, como hoje que o sol chegou quando começamos a assar as castanhas.
                                                                                                 Ruben, turma S

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

A biblioteca veio à escola

"As cozinheiras de livros"
 
Um dia uma cozinheira de livros
Livros de histórias e de estudo
Estudo na Escola da Trofa
Trofa onde vieram dois contadores
Contadores de histórias para crianças
Crianças que gostam de livros
Livros que ajudam a viajar
Viajar no tempo e no espaço
Espaço onde vive a fantasia
Fantasia que nos faz sonhar
Sonhar mas estar acordado
Acordado a ler em qualquer lugar
Lugar onde participamos na história
História “As cozinheiras de livros”.
                                                               Alunos da turma R

domingo, 26 de outubro de 2014

Aula de astronomia


          No dia 23 de outubro recebemos a visita do professor José Matos que veio falar de “Os rodinhas do espaço” e dos planetas.
Nós levamos um caderno para tirar apontamentos.
O professor começou por falar do tamanho e do peso que os veículos lunares tinham.
Depois estivemos a apontar os nomes de “Os rodinhas do espaço”, as sondas.
O professor esteve a dizer que há três famílias de planetas no sistema solar: os rochosos, os gasosos e os anões.
Disse que o foguetão que lançou o Curiosity era americano. Uma colega fez uma pergunta sobre a velocidade de um foguetão e o professor disse-lhe que se uma bicicleta andasse como um foguetão, não conseguíamos controlá-la e caíamos por a velocidade ser demasiada.
A primeira sonda a ir para a Lua foi a Lunokhod  em 1970.
A professora Augusta perguntou se Plutão continua a ser considerado um planeta do sistema solar. O professor explicou que é um planeta muito pequeno, constituído por gelo, mas continua a ser um planeta do sistema solar considerado anão.
A seguir estivemos a ver as imagens em 3D que o Curiosity filmou com a sua câmara, em Marte.
Gostamos deste dia porque aprendemos muito sobre o espaço.